Explicando o efeito Rolling Shutter em câmeras digitais

Se você já filmou com uma câmera algum tipo de hélice girando cujas pás ficaram distorcidas você presenciou o que é conhecido como efeito “Rolling Shutter”.

Esse efeito é muito comum quando utilizamos câmeras mais simples como a de um smartphone para filmar objetos passando em movimento por nós. Esse é o caso quando estamos dentro de um automóvel em movimento tentando filmar a paisagem que passa e percebemos que os objetos mais próximos como postes de luz ficam distorcidos como se tivessem derretido.

 

Still do vídeo explicando o efeito Rolling Shutter em um avião estacionado

 

Esse efeito pode ser um problema para quem usa câmeras digitais mais baratas ou que não tem um obturador muito rápido, ou então em situações de baixa iluminação quando o obturador tem que utilizar baixas velocidades de varredura.

Para explicar essa situação o canal SmarterEveryDay produziu um vídeo impressionante em sua simplicidade e profundidade. Nele o engenheiro Dustin Sandlin explica como funciona o obturador de uma câmera de smartphone, dá exemplos reais de como funciona o efeito “Rolling Shutter” e faz uma experiência fantástica mostrando o efeito até mesmo no girar de uma moeda e ou nas cordas vibrando de um bandolim.

 

Still do vídeo explicando o efeito Rolling Shutter em um avião turboélice em vôo

 

O canal SmarterEveryDay é voltado para explorar situações do dia a dia através da ciência e é patrocinado pela Audible.com, uma empresa da Amazon.com que também engloba o site sobre fotografia DPreview.com, divulgador do vídeo. Não pense por isso que o vídeo deixa de ter valor, tipo de pensamento muito comum em nossas terras Tupiniquins, pois eu nunca ví uma explicação tão boa sobre o efeito “Rolling Shutter” como essa. Fiquei de queixo caído e morrendo de inveja!

E para quem preferir tem um vídeo mais simples e em português do Brasil no canal de João Pedro Souza que mostra o efeito “Rolling Shutter” utilizando uma câmera compacta Canon SX40 HS. É bom para mostrar as situações onde o efeito ocorre mas não tem o aprofundamento técnico (nem o patrocínio…) do vídeo de Dustin Sandlin

Vejam os vídeos, quem sabe da próxima vez que esse efeito aparecer em suas filmagens você não fique pensando que também pode entortar colheres com a força do pensamento…

Obs.: O vídeo está em inglês mas como sempre indicamos você pode ativar as legendas automáticas em Português, elas podem ser de muita ajuda para quem não domina essa língua. Note porém que alguns termos técnicos não são bem traduzidos.