Apple reduz velocidade de iPhones por causa da bateria e pede desculpas

Já fazia algum tempo que eu andava cismado que iPhones e iPads ficavam mais lentos conforme algumas atualizações eram instaladas. Agora, depois que a Apple perdeu um processo onde confessava que “podava” o desempenho de seu aparelhos para preservar as baterias, a coisa ficou mais clara.

Com essa notícia a empresa começou a enfrentar uma multidão de usuários de todos os cantos do planeta inconformados com sua atitude.

 

 

Agora, para tentar melhorar um pouco a situação, a Apple publicou em seu site um anúncio explicando como ocorre o problema e tomando algumas atitudes para minimizar as reclamações.

Além de pedir desculpas pela falta de transparência em suas atitudes, a “carta aos consumidores” explica como as baterias envelhecem e diz que o problema pode ser resolvido com a troca de baterias desgastadas. Para isso a empresa está reduzindo o preço das baterias nos EUA de US$79,00 dólares para US$29,00 para iPhones fora da garantia.



Além disso a empresa disse que está preparando uma atualização do IOS que dará mais visibilidade as condições de funcionamento da bateria, para que os próprios usuários possam julgar se essa condição está afetando a performance do aparelho. O programa de trocas ira acontecer ao longo do ano e começará já em Janeiro, quando mais informações serão divulgadas.

Alguns usuários de outras marcas também estão começando a achar que essa é uma prática comum de outros fabricantes. Um grupo de discussão sobre a linha de smartphones da Samsung anda desconfiado da diminuição na performance de aparelhos mais velhos quando é feito um update do Android.

 

 

Eu mesmo sempre achei que havia algo de errado tanto nos updates do Android quanto do IOS, afinal a diferença de performance entre equipamentos com apenas um ano de diferença não deveria ser tão notável assim.

Sei lá… Se você está se sentindo afetado procure ver como anda o estado da sua bateria, existem vários aplicativos gratuitos para isso.

De repente é só trocar a bateria, mas não se esqueça que aqui no Brasil esse custo é sempre mais alto…