Anunciados os ganhadores do Prêmio Nat Geo Nature 2017

O prêmio de melhor fotógrafo da natureza do ano da National Geographic Society acaba de ser anunciado. O ganhador do prêmio principal é Jayaprakash Joghee Bojan, com a foto “Face a face em um rio em Borneo”.  A imagem, ganhadora do Grand Prize, mostra um orangotango espiando por trás de uma árvore enquanto tentava atravessar um rio na Indonésia.

 

Foto de Jayaprakash Joghee Bojan, ganhadora do Grand Prize

 

O fotógrafo declarou ao site Petapixel que, “Enquanto procurava orangotangos selvagens em Tanjung, um parque nacional na Indonésia, testemunhamos essa visão maravilhosa desse grande macho atravessando um rio apesar dos crocodilos existentes. A rápida expansão do cultivo de óleo de palma (o nosso azeite de dendê) diminuiu seu habitat e, ao serem empurrados para a borda de sua área essas criaturas inteligentes aprenderam a se adaptar à paisagem em mudança. Isso é uma prova (de sua inteligência) já que os os orangotangos odeiam a água e nunca se aventuram em um rio. Entrei no rio a 1,50 m de profundidade para obter essa perspectiva.”



As categorias de outros ganhadores do Prêmio estão dividias me Fotografia Aérea, Paisagem, Fotografia Subaquática e Vida Selvagem.

As imagens ganhadoras podem ser vistas no site da premiação.

Para você se animar e se inscrever na premiação de 2018, o primeiro prêmio receberá a quantia de $7500,00 dólares, terá sua foto publicada na revista National Geographic e será divulgada na conta do Instagram da NatGeo, o que deve atrair milhões de seguidores para a conta do vencedor. Já o primeiro lugar de cada categoria receberá a quantia de $2500,00, além de uma boa promoção, é claro.

 

Foto de Gheorghe Popa, menção honrosa na categoria Paisagem, minha preferida

 

Foto de Lance McMillan, menção honrosa na categoria Vida Selvagem

 

A única vida selvagem que eu conheço bem é a dos “Chinelões” aqui do bairro. É aquele tipo que anda de chinelo o tempo todo, faça sol ou faça frio, não toma banho nem corta os cabelos, só bebe cerveja e também não pode ser chamado de “Grande Macho”. Esse não atravessa um rio nem nas famosas enxurradas de São Paulo!

Será que com uma foto dessa espécie eu ganho o prêmio do ano que vem?

Visite o site na National Geographic e vá se preparando para o ano que vem…