Opinião: quais as melhores câmeras de smartphone para 2018

O ano está acabando e todo mundo está fazendo um balanço dos melhores smartphones lançados no final de 2017 com vistas a 2018. É bom lembrar que muitos desses equipamentos lançados agora vão estar a venda por um longo tempo, e como nosso foco é a fotografia que tal dar uma olhada em suas câmeras?

Dizem que se a gente não tem muito o que dizer sobre algum assunto é melhor ficar calado, mas recebo muitas mensagens de leitores pedindo conselhos do que comprar. Se fosse sobre uma câmera digital convencional eu até sentiria mais segurança em opinar, no entanto os fabricantes de smartphones estão criando mais dúvidas do que certezas e aí fica difícil falar alguma coisa.

Câmera ou smartphone? Moto Z com módulo de câmera Hasselblad

Resolvi então falar um pouquinho sobre alguns modelos de smartphones encontrados no mercado nacional sem aquela coisa de comparar especificações ou analisar exemplo de imagens obtidas. Resolvi focar em meu gosto pessoal, que diga-se de passagem não anda lá essas coisas: acho que nenhum celular resolveu ainda meu problema de fotografia móvel. O que chegou mais perto foi o finado Nokia 808, com seus 42 megapixels…



Bom, leve tudo isso em conta antes de ir aceitando minha opinião, e não me culpe se comprar um smartphone e não gostar.

Aliás, é bom informar que e eu não tenho nenhum patrocínio dos fabricantes, viu…

 

iPhone X

Câmera traseira dupla em posição vertical do iPhone X

Nem é preciso falar muita coisa sobre esse iPhone. A matéria que fiz sobre o lançamento do iPhone X é uma das mais concorridas aqui no blog. Só posso dizer que é um objeto de luxo, o tipo de lançamento que se pegar vai mudar o patamar de custo dos smartphones “topo de linha”.



Sua câmera dupla tem zoom óptico de 2x, estabilização ótica (que é mais nítida que a eletrônica) nas duas câmeras, oferecendo o que alguns comentaristas chamam de o melhor “pacote” de ferramentas de imagem já introduzidos em um smartphone. E a câmera frontal, para Selfies dentre outras coisas, oferece a nova tecnologia True Depth para aplicar efeitos de desfoque e outros efeitos especiais. Todos os exemplos de vídeo obtidos com o iPhone X que vi até agora no Youtube são deslumbrantes. Pena que não é para o meu bolso…

 

iPhone 8 Plus

Câmeras traseiras duplas do iPhone 8 Plus e câmera simples no iPhone 8

Essa versão do smartphone da Apple promete qualidade fotográfica mais próxima do iPhone X pelo fato de também ser equipado com duas câmeras traseiras, coisa que o iPhone 8 não tem. De resto os dois aparelhos tem praticamente as mesmas características no quesito fotográfico.



Os dois sensores de 12 Megapixels já provaram a que vieram quanto à sensibilidade de luz, mas é importante dizer que no iPhone 8 Plus a lente do tipo Tele tem abertura f/1.8 e a lente grande angular tem abertura F/2.8, o que permite imagens com menos tremores ou mais nítidas mesmo com pouca iluminação. Se eu fosse comprar um smartphone da Apple agora acho que escolheria esse modelo.

Caso queira saber mais leia minha matéria sobre esse lançamento.

 

Galaxy S8 e S8+

Parte traseira com câmeras duplas do Galaxy S8 e Galaxy S8+

As câmeras desses dois modelos do novo smartphone premium da Samsung tem as mesmas caraterísticas, ou seja, você vai ter que optar se quer um aparelho com tela maior ou  menor. A novidade nesse smartphone é a presença de câmera dupla traseira, com sensor de 12 Megapixels, alta sensibilidade à luz, abertura f/1.7 e efeito Bokeh. A câmera frontal tem 8 Megapixels e uma boa abertura, também de f/1.7.



Com esses smartphones da linha Galaxy, na prática você tem tudo o que a câmera do iPhone oferece mas o resultado final das imagens parece não ter o tal do efeito “WAW” (é uau mesmo…), que os americanos gostam de citar quando veem uma imagem surpreendente. Normalmente as imagens produzidas pelo smartphones da Samsung parecem “definidas demais”, perdendo um pouco daquela cara de fotografia que uma câmera tradicional dá à foto. Como é uma questão de gosto eu ainda vou ficar mais um pouco com meu Galaxy S7+.

 

LG G6

De novo um dos smartphones preferidos dos leitores aqui do Blog. O post que fiz na época do lançamento ainda é muito procurado. Algumas pessoas reclamam da qualidade dos smartphones da LG, caso de defeitos e quebras logo após o término da garantia, mas essas mesmas pessoas adoram a qualidade da imagem de alguns clássicos dessa linha, como o LG G4.

No caso do LG G6 sei apenas que é um belo concorrente para a linha Galaxy S8 pois também tem câmera dupla traseira, alta sensibilidade à luz, sensor de 13 Megapixels e aberturas de f/1.8 e f/2.4 nessas lentes. A câmera frontal é que é meio fraquinha, com 5 Megapixels e abertura f/2.2.



Se você gosta da linha e o preço está mais próximo das suas possibilidades, o LG G6 pode ser uma boa alternativa.

 

Assus Zenfone 4

Assus Zenfone 4 na versão Pro

Outro smartphone que tem feito muito sucesso devido à relação entre custo e qualidade é o Zenfone 4 da Assus. Nesse aparelho, que também vem com câmera dupla, a lente tem abertura de f/1.7 e zoom óptico de 2X. A câmera secundária não é tão boa em relação à sensibilidade, tendo uma abertura f/2.6.



Um recurso interessante é o Modo Retrato habilitado por hardware, e não por software como nos outros modelos da linha. Ainda não tive nenhuma experiência com os smartphones da Assus mas ele fazem bastante sucesso entre seus usuários.

 

Moto Z

Smartphone Moto Z com módulo de câmera da Hasselblad

Os smartphones da linha Moto Z se estabeleceram como aparelhos confiáveis e preço relativamente acessível. No entanto sua capacidade fotográfica não é bem conhecida. O que quero dizer é que quase não existem análises sobre suas câmeras feitas por interessados em fotografia, sendo que muitas opiniões acabam recaindo sobre um dos seus “Moto Snaps” (acessórios) mais conhecidos: o Moto Snap Hasselblad True Zoom.



Pois é, a famosa marca fotográfica desenvolveu junto com a Motorola (ou apenas vendeu seu nome) uma câmera acoplável para a Linha Moto Z que adiciona uma câmera de 12 Megapixels, zoom ótico de 10 vezes e abertura variável de f/3.5 a 6.5. Tem muita gente que não gosta, dizendo que é um equipamento caro para resultado de imagem que as vezes deixa a desejar.

Eu não posso dizer muito, pois nunca usei os smartphones da marca, mas acho que o preço do Hasselblad True Zoom é muito caro, cerca de R$1500,00. Se você adicionar o valor do smartphone dá para comprar um iPhone 8 ou um Galaxy S8… E aí, tem que gostar muito da Motorola!

 

Conclusões?

Espero ter ajudado um pouquinho, mas comprar um smartphone hoje em dia é complicado mesmo. A tecnologia nas câmeras desses aparelhos ainda não resolveu alguns problemas básicos. Tudo leva a crer que uma mudança de abordagem da forma como a imagem é captada por esses aparelhos será o caminho para que a gente possa enfim substituir uma câmera fotográfica tradicional pelo smartphone.

O jeito é esperar que essa abordagem, que provavelmente será a fotografia computacional, apareça logo…