Adobe lança o Lightroom CC totalmente integrado na nuvem

A Adobe acaba de atualizar o seu aplicativo para organização e tratamento de imagens digitais em lote para uma versão totalmente on-line.

Na prática ele divide o aplicativo em dois: O Lightroom CC, que roda basicamente na nuvem, e o Lightroom Classic CC, que continua rodando no PC mas que provavelmente será extinto no futuro.

Falando então do novo Lightroom CC, o aplicativo promete as mesmas funcionalidades das versões anteriores, com a vantagem de podermos editar as imagens onde quisermos: no desktop (Mac ou Pc), no tablet e até mesmo no celular.

As alterações feitas através do Lightroom CC em um determinado dispositivo são automaticamente sincronizadas com todos os outros dispositivos que você tiver, deixando de ter importância o lugar onde você está para poder ver e editar suas fotografias.

 

 

A organização das fotos no Lightroom CC agora é auxiliada por recursos inteligentes, como a marcação automática das imagens com palavras-chave pesquisáveis, usando uma tecnologia de Inteligência Artificial chamada Adobe Sensei.

O armazenamento de suas fotos, incluindo arquivos RAW, é feito na nuvem sendo adaptável para atender a todo tipo de fotógrafo. Uma vez que suas fotos estiverem na nuvem do Lightroom CC, o compartilhamento de fotos e galerias personalizadas pode ser facilmente feito através do envio de um link.



Segundo o site Petapixel.com, na versão móvel do aplicativo para Apple, a Adobe introduziu uma série de novos recursos, como a pesquisa incorporada com inteligência artificial, busca por palavras-chave, álbuns hierárquicos, layout aprimorado para iPad e uso dos novos tipos de arquivos do iOS 11. Já nos equipamentos Android foi introduzido o suporte para tablet, o uso do pincelamento para ajustes, a Inteligência Artificial incorporada para pesquisas, palavras-chaves e álbuns hierárquicos.

A nova versão Lightroom CC para Web, que pode ser utilizada através de um navegador, oferece novas páginas para galerias de fotos e uma integração mais elaborada com o Adobe Portfolio, sistema da empresa que oferece páginas Web profissionais para fotógrafos.

O Lightroom, nas duas versões, só pode ser comprado por assinatura sendo que estão disponíveis através de 3 planos diferentes. O Creative Cloud Photography Plan inclui o Lightroom (CC e Classic), o Photoshop mais 20GB de armazenamento por US $ 10 ao mês. Se você só precisa apenas do Lightroom CC e do armazenamento na nuvem, existe um plano com 1TB de armazenamento (sem Photoshop) também por $ 10 ao mês. O plano completo, com todas as aplicações fotográficas da Adobe e 1TB de armazenamento custa US $ 20 por mês.

 

 

As opiniões sobre o novo lançamento da Adobe ficaram bem extremadas num primeiro momento. Eu mesmo confesso que não entendi muito bem quais as vantagens e desvantagem do novo Lightroom e fui dar uma olhada no que comentavam. Encontrei muita confusão.

Segundo a Dpreview.com, tudo levar a crer que, para as pessoas que ainda não usam o Lightroom ou que se sentiram intimidados pelo seu funcionamento, o novo lançamento deve ser uma introdução bem-vinda ao ecossistema de aplicativos da Adobe. Já o público profissional, que usa esse aplicativo na versão baseada em Pc por anos, pode não gostar muito do novo lançamento. Com a mudança para o plano de assinaturas, esse público perde a possibilidade de comprar o software uma única vez e poder usá-lo para sempre. Para muitos profissionais essa seria a garantia de que seus arquivos poderiam ser manipulados em qualquer momento, mesmo se a Adobe subitamente desaparecesse do mercado.



Eu não sei, sempre achei esse argumento meio furado. Se for assim, nunca mais use aquivos RAW e amplie suas imagens em papel fotográfico. Esse ainda é o único meio de reprodução fotográfica que sabemos como se comporta ao longo do tempo.

Eu, particularmente, não uso o Lightroom. Não gosto do sistema de importação de imagens para bancos de dados nem de aplicativos que precisam importar imagens (ou sons) para poder funcionar, então que tal dar uma olhada na opinião dos especialistas?

Procurei e achei a opinião do cabeludo Jared Polin, que publicou em seu canal no Youtube um vídeo explicando melhor do que se trata esse novo lançamento da Adobe. Ele não mostra o funcionamento do aplicativo mas pelo menos dá para entender qual a filosofia por trás do novo lançamento. E ele até declara, sem “mimimi”, porque continuar a trabalhar com a versão desktop.

 

 

Veja também esse vídeo do canal Adobe Photshop Lightroom onde Julieanne Kost explica como funciona o novo lançamento:

Obs.: O vídeo está em inglês, mas como sempre indicamos você pode ativar as legendas automáticas em Português, elas podem ser de muita ajuda para quem não domina essa língua. Note porém que alguns termos técnicos não são bem traduzidos.