Fotografias em vídeo: indo para a Paulista à noite

Como seria captar em fotografias o movimento das pessoas e da cidade atravessando a Av. Paulista na hora do “rush” do início da noite?

Como alguns de vocês já sabem tenho a mania de ficar fotografando a paisagem que passa por mim quando estou dentro de algum veículo mas sempre tive resultados melhores durante o dia. Com muita iluminação é mais fácil conseguir imagens nítidas e definidas.

 

Ciclistas no trânsito da Av. Paulista à noite – Ricardo Hage, 2017

 

Já faz algum tempo que tenho me perguntado qual seria o equipamento ideal para fazer esse tipo de “Street Photography” móvel que eu sempre desejei e cheguei a uma conclusão: o problema não está nas câmeras mas sim nas lentes.

Então, pensando nisso, resolvi testar uma lente de grande abertura em uma câmera com boa definição de imagem mesmo em alta sensibilidade. Escolhi usar uma lente da Nikon, uma Nikkor AF 50mm f/1.8D, montada em um adaptador e acoplada à uma câmera Fujifilm X-T1. Essa solução possibilitaria usar ISO 6400 e velocidades de obturador mais altas sem perder muita qualidade de imagem. No entanto eu teria que usar o foco manual, já que não existem adaptadores eletrônicos ainda para essa linha de lentes e câmeras.

E o pior de tudo, eu não enxergo direito! Mesmo usando o visor eletrônico da câmera com o assistente de foco eu teria dificuldade de conseguir nitidez nas cenas que eu escolhesse captar.

 

 

Bem, a oportunidade desse passeio apareceu quando um amigo foi dar uma carona para a irmã até o bairro do Paraíso, saindo de Perdizes no início da noite. Atravessamos a Av. Dr. Arnaldo, a Av. Paulista, nos perdemos na Rua Domingos de Moraes e na Rua Vergueiro, voltamos pela Liberdade, subimos a Av. Brig. Luis Antonio e voltamos pela Paulista e Dr. Arnaldo.

Como em outros trabalhos resolvi exibir as imagens num slide show em vídeo publicado em meu canal do Youtube. Selecionei como sempre 30 e poucas imagens para cada trecho do passeio e projetei pequenos clipes de cerca de 3:00 minutos.

A resolução máxima do vídeo é 4k. Eu recomendo ver as imagens na mais alta resolução possível pois em muitas delas apliquei texturas parecidas com a de filmes analógicos que só ficam visíveis em alta resolução.

Ah, e a música não ficou muito do meu agrado mas é o que eu tinha à mão, então abaixe o som se estiver muito irritante!

O primeiro dos vídeos é o que mostra a ida até o final da Paulista. As imagens mostram um fotógrafo ainda tateando a técnica, sem saber muito bem o que captar. As imagens do trecho final, que publicarei depois, mostram que eu já sabia melhor o que fazer com o tema e o equipamento.

Por enquanto vejam aqui as imagens de mais um projeto fotográfico da série “Uma janela aberta e um olhar atento”.