Revista Popular Photography fecha depois de 80 anos de publicação

A notícia de que a octogenária revista americana Popular Photography não vai ser mais publicada causou um clamor no mundo fotográfico. A publicação foi lançada em 1937, ainda antes da Segunda Guerra Mundial, e ao longo de quase 80 anos foi a revista de maior circulação internacional sobre fotografia.

A próxima edição (março/abril de 2017) será a última e a partir de sexta-feira, 10 de março, nenhum novo conteúdo será publicado na versão online da revista, o site PopPhoto.com. É interessante notar que a revista já vinha enfrentando problemas pois a editora Bonnier, proprietária da marca, havia mudado sua publicação para uma programação bi-mensal há aproximadamente seis meses atrás.

Segundo a Dpreview o CEO da Bonnier, Eric Zinczenko, fez o anúncio do fechamento da revista através de um e-mail enviado para toda a empresa.

Outra revista da mesma editora, a American Photo magazine, já havia se tornado uma publicação online há cerca de dois anos e também deixará de ser atualizada junto com o site da Popular Photography.

 

Capas da primeira e da derradeira edição da revista Popular Photography

 

Os rumores sobre esse que é mais um dentre tantos encerramentos de publicações fotográficas dizem que a concorrência com a internet destruiu o mercado para este tipo de revista. A rede mundial com sua profusão de Blogs (como este aqui), canais de vídeo no YouTube e grupos de discussão em redes sociais sobre fotografia além da gratuidade dessa informação seria a grande vilã de muitas publicações não só no universo fotográfico.

A comoção causada pelo fechamento da revista atinge principalmente os fotógrafos profissionais e amadores mais velhos que viveram um tempo onde a informação e o aprendizado técnico e artístico se dava unicamente pelos meios impressos. Além disso o mercado de publicidade perde um meio tradicional de divulgação.

Eu mesmo fiquei triste com a notícia pois a Popular Photography é uma das revistas que acompanhava desde a adolescência. Apesar de não ler inglês na época lembro que nos anos 1970 era possível encontra-la na livraria Laselva do aeroporto de Congonhas em São Paulo. Meus olhos de criança faiscavam de curiosidade sobre seu conteúdo. A distribuição em São Paulo melhorou entre o final dos anos 80 e início dos anos 90 mas devido a importação, transporte e câmbio era uma revista cara encontrada apenas nas melhores bancas da cidade. Há cerca de uns 10 anos atrás tornou-se possível assinar a revista na versão online e em seguida assinar o ótimo “fac-simile” digital nas versões Web e para tablets. E agora que eu podia ler a revista Popular Photography até mesmo no smartphone ela simplesmente fecha.

Bem, a vida é assim. De qualquer maneira a revista Popular Photography já faz parte da história de uma boa parte do século XX.