A Casio ainda fabrica câmeras?

Há cerca de 10 anos atrás era muito comum fotografar com as câmeras compactas da Casio. Elas eram pequenas, elegantes e produziam imagens de alta qualidade. Era comum encontrá-las nas mais diversas cores e as pessoas as carregavam para cima e para baixo. Não havia uma festinha de aniversário em que essas câmeras não fossem utilizadas. Suas imagens de 8 a 10 Megapixels eram mais do que suficientes para impressão e compartilhamento por email ou pelo finado Orkut.

Surgiu o smartphone e a Casio pareceu desaparecer da face da Terra com a a crise das câmeras compactas que esse novo equipamento criou. Fiz até um artigo sobre esse assunto em 2015.

Pois bem, no Japão a Casio ainda vai muito bem, obrigado e até lança câmeras novas de vez em quando.

Mas voltando ao assunto, no Brasil, nos Estados Unidos e na Europa a Casio sofreu um revés muito grande pois se especializou na produção de câmeras pequenas e de certa maneira pouco sofisticadas num modelo de vendas que dependia muito de lojas próprias ou franqueadas. Era comum que as lojas da marca ficassem em Shoppings Centers e também vendessem relógios e instrumentos musicais Casio além das câmeras digitais. Com a crise mundial de 2008 os custos globais da companhia aumentaram muito e sem ter produtos fotográficos para concorrer na linha profissional como a Canon e a Nikon a empresa japonesa se voltou para seu próprio mercado original. No Brasil a maior parte das lojas foi fechada e a distribuição das câmeras acabou deixando o consumidor da Casio a ver navios.

O lançamento de novas câmeras também diminuiu drasticamente. Em 2009 a Casio anunciou a venda de 15 modelos diferentes mas depois disso houve uma queda sendo que em 2013 a empresa lançou 4 modelos compactos,  duas câmeras em 2014 e nenhuma em 2015.

O público da Casio teve algum alento com o lançamento da câmera ZR5000 lançada em Setembro de 2016 mas isso parece sinalizar apenas que a empresa continua no mercado de câmeras e que está satisfeita com os modelos mais antigos ainda em fabricação.

É interessante notar que durante todos esse anos a Casio sempre esteve como uma das empresas mais lucrativas do mercado de câmeras no Japão. A empresa sempre esteve entre os finalistas do BCN Awards, prêmio dado aos principais produtos digitais baseados em vendas no mercado japonês. Em 2017 a Casio está apenas atrás da Canon e da Nikon e conta com 19% do mercado de câmeras digitais japonês.

Vejamos então as principais câmeras da Casio no mercado internacional atualmente.

 

  • Casio Exilim EX-ZR5000: Considerada por muitos um equipamento para concorrer com a Nikon DL 18-50 (cujo lançamento foi cancelado). A EX-ZR5000 possui um sensor de 12MP, 1 / 1.7 “e uma lente F9.7-6.4 equivalente a 19-95mm em 35mm. Apresenta uma tela LCD de 3” com inclinação de 180 graus para a captura de selfies. Oferece controles manuais completos, suporte Raw em formato DNG da Adobe e captura de vídeo em HD 1080 / 60p. A ZR5000 também tem Wi-Fi + Bluetooth para compartilhamento de fotos via smartphone. Custa cerca de $350,00 dólares no exterior.
Casio Exilim EX-ZR5000

 

  • Casio Exilim EX-100: É a câmera mais sofisticada da Casio. Mesmo tendo sido lançada em 2014 ainda concorre com as compactas avançadas de outras marcas como Panasonic, Canon e Leica. A Exilim EX-100 vem lente zoom de 10,7 vezes equivalente a 28-300mm e abertura máxima constante de F2,8. O sistema de estabilização de imagem de 5 eixos ajuda a reduzir o desfoque por tremor da câmera. Possui um sensor CMOS de 1 / 1.7 “. A câmera possui um recurso exclusivo de “bracketing duplo ” que permite gravar nove imagens com configurações diferentes em sequência (exposição, balanço de branco, saturação, contraste, foco e abertura). O display LCD articulado tem 3,5 polegadas e as configurações podem ser ajustadas rapidamente através de um anel de função ao redor da lente. A EX-100 possui controles completos de exposição manual, suporte a arquivos Raw, um filtro ND integrado e Wi-Fi. A câmera também grava vídeos em HD a 1080/30p com a possibilidade de capturar fotos enquanto filma. Custa cerca de $550,00 dólares no exterior.
Casio Exilim EX-100

 

  • Casio Exilim EX-TR50: A típica câmera de “nicho” da Casio que será substituída em breve pela TR80 com poucas modificações. AEX-TR50 é a continuação de câmera lançada anteriormente chamada TRYX que tinha um corpo com articulável que permitia que a câmera girasse dentro do corpo. Isso permite formas interessantes de composição seja ajustando a câmera sobre uma mesa ou pendurando-a em algum suporte. A TR50 possui um sensor BSI-CMOS de 1/1.7 “(acima de 1 / 2.3” no modelo original) e uma lente F2.8 fixa equivalente a 21mm. O foco da câmera é o público feminino e a beleza faz parte da concepção da TR50. A câmera tem vários modos do tipo “make-up ” e modo de filmagem promocional. Curiosamente a câmera também pode servir como um espelho digital. Outras características incluem uma tela de 3  polegadas com 921k de cores do tipo “touchscreen” , vídeo HD 1080p, e  Wi-Fi. A EX-TR50 foi projetada para ser vendida apenas no mercado asiático. Custa cerca de $600,00 dólares no exterior.

 

Casio Exilim EX-TR50

 

É preciso lembrar que no Japão existem alguns modelos customizados para situações específicas então fica difícil de falar deles por aqui. No Brasil tem sido quase impossível encontrar câmeras Casio atualmente. É possível procurar em sites de trocas e vendas de usados nacionais ou importar as câmeras diretamente de lojas online no exterior (pagando impostos, é claro) mas o ideal é dar uma passadinha no Japão como quem não quer nada e matar a saudade dessa marca que já foi tão presente em nossa vida.

Veja também o video promocional da Casio Exilim EX-ZR5000 no Youtube.