Fotografando Blocos de Carnaval

O Carnaval de Rua em São Paulo nunca teve tantos blocos desfilando quanto este ano. No Brasil o fenômeno também se multiplica mas nas grandes metrópoles esse tipo de evento tem características próprias. Que tal então antes de sair por aí fotografando o primeiro bêbado que aparecer pela frente pensar um pouco sobre o assunto?

 

Que câmera eu levo:

  • Por incrível que pareça pode ser mais seguro sair por aí fotografando com uma câmera digital do que com um smartphone. Isso se dá por quê os espertinhos de plantão sabem que é mais fácil passar para a frente um celular de primeira linha do que uma câmera. Recentemente presenciei um grupo deles perguntar ao dono de uma loja do centro de São Paulo se ele compraria uma câmera que traziam numa mochila. O empresário os dispensou e me confidenciou que com certeza era um equipamento roubado.
  • O ideal é que o equipamento a ser usado seja leve o suficiente para não incomodar. Se você está acostumado com peso tudo bem, leve sua DSLR e um assistente além do segurança mas muitas vezes o smartphone ou uma câmera compacta pode produzir imagens brilhantes. Lembre-se também que o melhor equipamento fotográfico é aquele que você domina então nada de ficar testando na folia aquela câmera nova que você acabou de comprar pois talvez o resultado das fotografias seja meio frustrante.
  • Se você vai levar um câmera com lentes intercambiáveis leve apenas uma grande angular (por volta dos 24mm) ou uma tele curta (85mm) ou preferencialmente uma zoom (algo que vá dos 18 aos 140mm). Nesse caso uma lente de kit típica do tipo 18-55mm resolve todos os problemas se as fotos forem tiradas à luz do dia ou com muita iluminação.
  • Quem vai usar o smartphone tem que lembrar que a maioria não captura muito bem cenas com muito movimento então se você não tem um iPhone 7 ou um Galaxy S7 peça para os foliões pararem um pouco e posarem para você, vai ser mais fácil.
  • Se você está com medo de levar sua Leica M10 na folia faça um seguro. Se você pode ter uma M10 evidentemente pode pagar um seguro mas, pensando bem, você pode comprar outra sem o seguro mesmo, de qualquer maneira…

 

O que devo fotografar:

 

  • Fotografe o que você quiser afinal o olhar e o estilo são seus mas é bom notar que algumas coisas sempre se repetem nos desfiles de blocos de Carnaval tais como fantasias pouco elaboradas mas divertidas, homens vestidos de mulher, clones da Frida Kahlo (sem comentários…), etc, etc…

 

Nada como uma Branca de Neve barbada para animar o Carnaval

 

  • Utilize uma grande angular para captar grandes blocos de foliões com o local ao fundo. Essa é uma maneira de situar quem vê a foto para que possa entender esse “fenômeno” na cidade. Para quem usa um smartphone isso é fácil pois normalmente sua câmeras já vem com esse tipo de ângulo de visão.
  • Faça um registro de como o bloco desenvolve seu desfile desde o momento em que os foliões se concentram até o momento em que a festa se dispersa, pode ser uma memória muito interessante.
  • Carros de som e trios elétricos são um espetáculo à parte pois os músicos e convidados sempre dão o melhor de si para a festa além de ficarem numa posição de destaque bem fácil de serem fotografados.
  • Se você tem cara de pau e vocação para repórter fotográfico é fácil captar os problemas que os blocos ocasionam tais como pessoas fazendo suas necessidades fisiológicas nas calçadas, brigas, assédios e coisas do gênero. Basicamente use o bom senso ao fotografar o lado “B” da festa.

 

Enquadrar os foliões junto com publicidade e cartazes sempre pode dar uma boa foto

 

  • Por falar em ” Bom Senso” é bom lembrar que na medida do possível você deve ser respeitoso com a imagem das pessoas. Apesar delas estarem em um local público a legislação não é tão clara assim em relação aos direitos de privacidade de imagem de alguém no Carnaval de Rua. Vá com calma.
  • Na dúvida fotografe seus amigos apenas. Você pode registrar a folia por trás de seus amigos captando também a paisagem das ruas e da cidade.

 

Fotógrafa fantasiada com asinhas pretas em cima do carro de som em bloco na Zona Oeste de São Paulo

 

  • E finalmente, vá fantasiado de fotógrafo! Personalize sua câmera com adereços e fotografe fazendo parte da festa, que tal?