Como saber qual o tamanho em que uma imagem pode ser impressa?

Quantas vezes você quis saber qual o maior tamanho que uma fotografia digital poderia ser impressa sem perder qualidade? Será que dá para imprimir aquela imagem de smartphone do tamanho de um poster?

Nesses tempos de fotografia digital pouca gente imprime suas imagens em papel mas de vez em quando dá aquela vontade de colocar uma foto bonita em um porta retrato ou então num quadro na parede. Aí fica aquela dúvida que nos tempos do filme analógico ninguém tinha, afinal era só levar o negativo para revelar. Fora os fotógrafos profissionais ninguém ficava discutindo qual era a “resolução” dos filmes.

 

Impressões fotográficas Fine Art sendo manipuladas

 

No começo da fotografia digital era bem difícil conseguir uma impressão boa em papel com as imagens obtidas por câmeras com menos de 1Mpx. Além da parte ótica e do software não serem bons as resoluções eram muito baixas, do tipo VGA. A situação só melhorou um pouco com as câmeras acima de 3Mpx e só depois dos 6Mpx e das câmeras Reflex Digitais é que os fotógrafos começaram a ter mais confiança nas possibilidades de impressão da fotografia digital.

Hoje em dia dá para se ter uma idéia muito boa da relação entre resolução e os vários tamanhos de impressão possíveis, então vamos dar uma olhada nas tabelas de referência que eu preparei:

 

  • Tamanhos de papéis fotográficos tradicionais (usados em Minilab)

 

  • Tamanhos de papéis Fine Art já recortados (usados em impressoras Ink Jet)

 

Com essas tabelas você já pode ter uma idéia não só do tamanho a que sua imagem pode chegar mas também imaginar qual o tipo de equipamento que você precisa para fazer um determinado trabalho, no caso dos profissionais.

Por essa lógica sensores de 10 Megapixels já seriam mais do que suficientes para produzir imagens impressas em capas de revista, por exemplo. Ou então qualquer smartphone de 5 Megapixels já seria suficiente para imprimir fotos 10×15 dessas que colocamos nos porta retratos.

O mais engraçado é que o tipo de raciocínio que está por trás desses cálculos explica um pouco a necessidade que os sensores das câmeras digitais de médio formatos tem em apresentar resoluções maiores que 60 Megapixels atualmente, pois são usadas geralmente para fotos de Marketing e estúdio, principalmente na área de Moda.

 

Impressoras fotográficas Ink Jet de grande formato trabalhando

 

Bem, o resultado de uma ampliação fotográfica não está só na resolução da câmera. É possível (e normalmente é assim que é feito) ampliar imagens de 6 Megapixels até o formato A1 sem grandes perdas, caso a câmera tenha uma boa qualidade ótica. Fiz isso muitas vezes com imagens de uma Nikon D70 e ficaram muito boas desde que não apresentassem áreas muito detalhadas. Para a impressão de fotografias e imagens em outdoors a lógica é outra pois como sempre são vistas à distância não importa que tenham muita resolução de impressão.

Alguns Smartphones atuais, como o iPhone 7 e o Galaxy S7, possuem câmeras de alta qualidade ótica aliados a sensores muito sensíveis mas que não passam dos 12 Megapixels. Mesmo assim como vemos acima para o registro e a impressão do cotidianos dos fotógrafos amadores esses equipamentos são mais do que suficientes.