Dicas profissionais: Deixando as flores ainda mais bonitas nas suas fotografias

Todo mundo gosta de fotografar flores. A idéia de que aquela flor tão delicada que vimos ou que ganhamos possa não durar muito acaba fazendo com que queiramos eternizar sua beleza singular numa foto e é aí que os problemas começam. O que fazer se a imagem que fotografamos não consegue exprimir aquilo que nós vimos e que queremos eternizar?

Bem, é preciso tomar alguns cuidados ao se fotografar flores para que o resultado seja satisfatório. Vamos ver aqui algumas dicas para melhor aproveitar a beleza que a natureza nos oferece. Tomei também o cuidado de selecionar algumas imagens obtidas por câmeras digitais antigas assim poderemos perceber como uma boa fotografia tem mais a ver com o olhar do fotógrafo do que com o equipamento utilizado.

 

Fotografando na Sombra

Ouvimos sempre falar que é necessária muita luz para conseguirmos uma boa fotografia mas as vezes é preciso (ou desejado) fotografar flores com pouca iluminação para conseguir algum efeito especial ou para capturar tons pastéis com baixo contraste, por exemplo.

Não fique intimidado por condições ruins de iluminação. Se a sua câmera ou smartphone não capta bem fotografias com baixa iluminação encare a fotografia de flores como uma experiência interessante e não uma procura pela perfeição.

Foto obtida com uma antiga câmera compacta Casio EX-Z120 de 8Mpx

 

Foto obtida com câmera compacta Casio EX-Z120 de 8Mpx

 

Fotografando detalhes de uma mesma flor

Flores são como um mundo em si mesmas, dependendo de como nós a vemos ela pode se reconfigurar em qualquer outra forma de vida. Procure aproximar e afastar a lente do seu objeto fotográfico tentando achar aquele enquadramento que transforma a imagem em outro tipo de forma orgânica.

Fazendo assim você faz com que o observador não saiba mais se ele está vendo a imagem de um vegetal ou um animal. Tente e você pode encontrar imagens muito interessantes principalmente na flores mais exóticas.

Foto obtida com DSLR Nikon D70. Perceba como as partes da flor tomam uma consistência quase carnal.

 

Foto obtida com DSLR Nikon D70. Aqui a planta acaba nos lembrando um inseto.

 

Usando um fundo escuro para resaltar a flor

Normalmente flores são coloridas e detalhadas e é muito comum que um fundo de enquadramento complexo acabe por desviar nosso olhar do objeto principal da cena. Usar um fundo com pouca luz ou forçar o escurecimento do fundo é uma maneira de valorizar os contornos da flor e orientar melhor o olhar do observador.

Para isso é possível usar uma escolha específica da iluminação ou mesmo utilizar um software como o Photoshop para selecionar e escurecer o fundo destacando a flor com força e definição de imagem.

Foto obtida com câmera compacta antiga Nikon Coolpix 990 de 3Mpx com luz incandescente vinda de cima.

 

Foto obtida com Nikon D70 com a luz natural criando forte contraste com o fundo ampliado com auxílio do Photoshop.

 

Usando Flash para fotografar flores

Flashes são muito bons para se fotografar pessoas mas o uso na fotografia de flores pode ser problemático. Como esse tipo de tema é sempre muito colorido o equilíbrio de brancos da câmeras, ou seja, a fidelidade da reprodução de cores, tende a ficar um pouco descontrolada criando muitas vezes imagens irreais que mais parecem uma ilustração do que uma foto.

Não tenha medo, use o flash a seu favor e crie imagens inusitadas que se situam na fronteira entre a fotografia e a pintura.

Foto obtida com Nikon D70 e flash interno. A imagem perdeu profundidade ao definir demais as sombras.

 

Cores fortes podem ser reforçadas pelo uso de Flash auxiliar desviado para refletir no teto.

 

Fotografando uma flor como forma abstrata

Essa é uma dica importante para fotógrafos que também exercem outro tipo de linguagem artística como o desenho e a pintura. Você pode encarar a fotografia de flores como uma maneira de criar formas abstratas da mesma maneira como se estivéssemos olhando para uma tela de pintura ou uma folha de papel. Imagine apenas que a imagem final não será preenchida vagarosamente com os movimento de um pincel mas sim instantaneamente com um único acionamento do disparador da câmera.

Pense na imagem final num suporte impresso e você já estará a meio caminho de construir uma imagem abstrata à partir da fotografia de flores.

Foto obtida com Nikon D70. Não houve nenhuma forma de manipulação por software do original.

 

Destacando a flor utilizando o foco

O foco e o efeito de desfoque criado pelas lentes, o famoso efeito bokeh, podem ser fundamentais para valorizar a fotografia de uma ou mais flores da mesma maneira como é fundamental na construção de um retrato bem sucedido.

Para ter mais segurança no uso do foco estude um pouco sua câmera ou smartphone para conhecer suas capacidades de foco seletivo ou, caso seja possível, utilize o foco manual usando uma grande abertura de lente (abaixo de f2.8 geralmente). Assim fica mais fácil selecionar os pontos da imagens que entram em foco valorizando a imagem da flor.

Agora, no caso de você já apresentar presbiopia (vista cansada) use um óculos de leitura ou regule o visor da sua câmera (nos equipamentos com controle de dioptria como as DSLRs) pois você terá problemas em enxergar o ponto focal correto. Você verá como mesmo a florzinha mais sem graça toma uma outra importância se o foco adquado for usado na fotografia.

 

Foto obtida com Nikon Coolpix 990 de 3Mpx. A Rosa fica destacada do primeiro plano e do fundo pelo pelo uso do Bokeh.

 

Foto obtida com Nikon Coolpix P900 de 16Mpx. O uso de teleobjetiva também pode criar o efeito de desfoque objetos distantes.

 

Fotografando flores em Macro

Encontramos na natureza flores em todas as dimensões mas é muito comum ficarmos maravilhados com as formas de minúsculas flores que as vezes mal podemos perceber com nosso olhar. Que tal captar e ampliar essas belezinhas? Para isto basta que sua câmera tenha algum tipo de controle de foco em Macro (geralmente um pequeno símbolo em forma de flor) ou, caso seja um equipamento de lentes intercambiáveis, utilizar uma lente Macro que possa se aproximar muito da cena almejada.

Lembre-se que quando no aproximamos muito das flores a sombra da lente ou do próprio equipamento acaba escurecendo a cena, as vezes impossibilitando a própria fotografia por falta de luz. Observe atentamente a cena ao aproximar a câmera das flores para saber exatamente  qual o limite de luz disponível para a captação da imagem. Se estiver muito escuro repense sua estratégia.

Foto obtida com DSLR Canon T5i de 18Mpx e lente 50mm. O desfoque do azul da parede ao fundo cria contraste com as flores.

 

Foto obtida com Leica D-Lux 6 de 12 Mpx em modo Macro. As minúsculas flores revelam todo a sua complexidade.

 

Foto obtida com Nikon Coolpix 990 de 3Mpx. A imagem modificada para Preto e Branco revela melhor a brancura das pétalas.

 

Utilizando a teleobjetiva para fotografar flores em árvores

Nosso país conta com árvores florais imponentes e muito bonitas. O caso do iPê é emblemático, dependendo da época do ano uma viagem pelo interior pode ser uma experiência cheia de copas floridas de rosa, amarelo e branco. As flores são muitos bonitas e podemos tanto fotografa-las individualmente como aproveitar o efeito colorido que a massa de flores das copas das árvores cria na natureza.

Utilize câmeras com Super Zoom ou lentes do tipo Telefoto para alcançar as flores com detalhes mesmo à distância afinal elas provavelmente estarão fora do seu alcance imediato (não recomendo a ninguém que suba em árvores para isso).

O uso de lentes tele do tipo “prime” (que não tem zoom, sua distância focal é fixa) é recomendado dada a qualidade e a nitidez da imagem que essas lentes comuns em DSLRs e câmeras mirrorless normalmente produzem.

Foto obtida com Nikon Coolpix P900 através de máxima ampliação (2000mm) revelando os detalhes das flores.

 

Foto obtida com Fujifilm X-M1 com lente 50mm adaptada (foco manual). O arbusto florido estava a um alcance de cerca de 2m.

 

A copa de Ipês floridos é sempre muito interessante para a fotografia. Foto obtida com câmera Fujifilm X-M1 e lente zoom.

 

Valorizando flores com o uso da paisagem de fundo

Fotografar “closes” de flores em contraste com um fundo de paisagem seja ela urbana ou do campo pode ser um ótimo exercício de composição. Destacar a linha do horizonte de uma cidade ou um céu de brigadeiro contra uma forma orgânica multi colorida como um vaso de flores pode ser importante para valorizar suas formas e criar uma imagem agradável e interessante.

Tente fazer isso com paisagens bem iluminadas e céus limpos ou com poucas e destacas nuvens pois a tendência é que a paisagem fique muito “sem graça” caso a monotonia de um dia encoberto tome conta da composição.

Foto obtida com Leica D-Lux 6. O vaso de flores colocado contra a janela é realçado pelo horizonte e o céu azul

 

Foto obtida com Samsung NX30 e lente tele. A vegetação desfocada emoldura o fundo da haste de flores.

 

Fotografando grupos de flores

Grupos de flores podem ser encontrados em arranjos, vasos com apenas uma espécie ou canteiros de jardim. Nesses casos pode ser interessante tomar um outro ângulo de visão para a fotografia. Colocar a câmera por baixo e entre as flores pode ser uma ótima maneira de captar a transparência de pétalas contra a luz do sol.

Grupos de flores pouco coloridas ou fotografadas em ambientes com muita luz direta podem se beneficiar do uso do Preto e Branco na busca por soluções mais gráficas para a fotografia.

Pense sempre em cada botão de flor agrupado em um ramalhete ou vaso como um rosto que você deve organizar e valorizar na fotografia de um grupo de pessoas. Você vai ver como pensando assim vai ser fácil compor imagens surpreendentes.

Foto obtida com Nikon Coolpix 990 posicionada quase dentro e por baixo de um vaso de Margaridas.

 

Foto obtida com Nikon Coolpix 990 de 3Mpx. O uso do Preto e Branco na fotografia elimina os problemas de cor do original.

 

 

Fotografando flores com seu Smartphone

Pois é, a câmera do seu smartphone veio para ficar e a fotografia de flores não pode ficar de fora. A maioria das pessoas não tem ainda um celular com uma câmera de alta performance e, para ser sincero, apesar dos avanços atuais ainda não surgiu nenhuma câmera de smartphone que me faça achar que minha câmera mirrorless ficou obsoleta.

Sendo assim vou partir do princípio de que você está bem descontente com a qualidade de imagem da câmera do seu smartphone bem como que o seu aparelho tem uma regulagem para fotografia de flores em macro (o ícone da florzinha).

Bem, aqui vale sempre a dica de que você deve conhecer bem as capacidades do seu aparelho para melhor utilizá-lo. Vejamos rapidamente os problemas que podem ocorrer nesse tipo de fotografia:

  • Imagem tremida: o ambiente está com pouca luz, está ventando e a flor está se mexendo ou você não tem firmeza para segurar o smartphone. Pois bem, tente usar o flash, feche a janela ou aguarde o vento parar e seja mais firme, segure a câmera apoiando seus cotovelos firmemente nas laterais de seu corpo como se estivesse escorando um tripé;
  • Imagem borrada: ou a lente está suja ou o foco está fora de alcance. Limpe a lente do smartphone com um pano suave ou um cotonete úmido e também procure o foco afastando um pouco a câmera das flores. Tente focar numa área de cores menos berrantes como o verde das folhas e aí mova a câmera para o centro da composição. A tendência é de que assim um sistema de foco desorientado acabe por achar uma ancora na imagem e possa fixar o foco com mais exatidão.
  • Imagem com cores desbotadas: bem, se não houver problemas de iluminação ou de equilíbrio de brancos o problema é a qualidade da sua câmera mesmo. Seu hardware não deve processar muito bem as cores ou o software não está ajudando muito. Se houver no aplicativo de câmera alguma configuração para cores mais vivas acione essa função. Em último caso fotografe e depois utilize algum aplicativo como o Instagram ou o VSCO para reforçar as cores e dar vida a fotografia.

 

Foto obtida com câmera de 8Mpx em um Xiamoi Redmi 2. A câmera não consegue reproduzir bem áreas muito iluminadas.

 

Foto obtida com câmera do Samsung Galaxy S7 Edge modificada para Preto e Branco. A câmera reproduz bem os detalhes.

 

Foto obtida com câmera de 8Mpx de um Samsung Galaxy Gran Duos. Outro exemplo de problemas com áreas muito iluminadas.

 

Lembrando de todas essas dicas talvez você fique mais à vontade da próxima vez que tiver a oportunidade de fotografar flores. Tente, experimente e aprenda com os seus erros, pouco a pouco você vai ser um mestre em registrar memórias tão coloridas.

 

 

 

2 comentários em “Dicas profissionais: Deixando as flores ainda mais bonitas nas suas fotografias

  • Janeiro 16, 2017 em 2:25 pm
    Permalink

    Quero deixar aqui uma sugestão. Depois de uma aula excelente como esta, incentive seus leitores a publicar aqui o resultado das fotos obtidas com as suas orientações. Um “espelho” dessa atividade poderia ser feito no Facebook. Teríamos uma “galeria do professores e seus leitores”.

    • Janeiro 17, 2017 em 12:57 pm
      Permalink

      Obrigado pela sugestão, vou ver como seria possível implementar aqui no blog com as condições técnicas que temos hoje. Um Abraço!

Os comentários estão desativados.