Fujifilm lança câmera X-A10 voltada para amadores

Pois é, tanto se falou e enfim a a Fujifilm lançou uma nova câmera digital “entry-level” (de entrada). Voltada para o público amador a câmera é mais um modelo compacto da linha X mirrorless (sem espelho). Com design “vintage” o modelo usa lentes intercambiáveis do tipo FX.

Nova Fujifilm X-A10
Nova Fujifilm X-A10

 

A câmera vem com sensor de 16 Mpx e usa um filtro Bayer convencional ao invés do famoso filtro X-Trans da Fuji, encontrada nas novas topo de linha XT-2 e X-Pro2. A tela traseira é articulável permitindo a fotografia de selfies de maneira facilitada.

A câmera vem com seis filtros de simulação de filme pré programados inclusive um “aprimorador” de retratos que promete melhores tons de pele nas fotos.

A X-A10 vai estar disponível para venda em janeiro na Europa e Estados Unidos e será vendida por volta de $500.00 dolares no kit com a lente XC16-50mm f/3.5-5.6 OIS II. Já o mercado brasileiro continua uma incognita pois a Fuji não lançou por aqui nem mesmo as XT-2 nem a X-Pro 2. O problema deve estar no preço dos equipamentos com a alta do dolar e a crise econômica que diminuiu o interesse do público consumidor além do fato de que as câmeras instântaneas da marca merecem mais destaque num momento desses.

No entanto, como essa é uma câmera de entrada da linha, quem sabe…

Agora quanto as questões técnicas eu não gosto muito dessa escolha que a Fuji anda fazendo ao introduzir o filtro de cor Bayer tradicional em suas câmeras de entrada. Em 2014 eu andava muito curioso sobre o que se falava pelo mundo da linha X da Fuji mas achava muito caro comprar algo de um sistema novo sem realmente saber se valia a pena. Na época o modelo de entrada era a X-M1 e a câmera, além de ser linda, vinha com o sensor X-Trans, o que possibilitou que eu atestasse por mim mesmo a qualidade daquela tecnologia.

 

Câmeras descontinuadas da linha XM-1 - parece a X-A10 mas o sensor é diferente
Câmeras descontinuadas da linha X-M1 – parece a X-A10 mas o sensor é diferente

 

Mesmo com o usos dos filtros de simulação de filme da Fuji não sei se o filtro Bayer dará conta de manter a fama que os JPGs da marca alcançaram com o X-Trans.

De qualquer maneira a X-A10 é muito bonita, um verdadeiro objeto do desejo, e talvez seja só isso mesmo que importe para o mercado consumidor.

Conheça a câmera no site da Fujifilm Global