Fotografando em movimento

Um simples passeio de automóvel pode ser um ótimo pretexto para um ensaio fotográfico.
Quantas vezes percebemos situações, paisagens e objetos interessantes e que acabam nos escapando por estarmos no meio do caminho para algum lugar, sem condições de parar, planejar e captar aquela situação.

A fotografia obtida de dentro de veículos exigem alguns cuidados importantes no uso do equipamento para que possamos obter resultados aceitáveis.

A primeira pergunta que surge é sobre qual câmera devo utilizar?
É bom lembrar que a melhor câmera do mundo é sempre aquela que está ao seu alcance no momento que você precisa registrar um situação. Se você não fizer o registro naquele momento pode ser que aquela ocorrência nunca mais volte a acontecer. Se naquela hora fatal você tiver apenas um smartphone ou câmera compacta é este o equipamento que você vai ter que usar portanto é importante que você esteja bem familiarizado com a câmera, por mais simples que ela seja.

Acostume-se aos controles, a forma de ativar a câmera e estude o resultado que você obtém com o uso de ajustes diferentes. Alguns smartphones permitem o ajuste de ISO, a sensibilidade à luz que o sensor pode obter. ISOs maiores permitem fotos menos tremidas ou em ambientes com menos luz. mesmo que a imagem obtida tenha muito ruído com essas definições ( uma espécie de granulação na imagem) pode ser que o resultado seja esteticamente interessante.
Fotos obtidas de dentro de veículos em movimento podem apresentar muita vibração se não for usado um ajuste que permita uma velocidade de obturação menor (o tempo que a luz fica atingindo o sensor).

Para câmeras mais sofisticadas alguns outros detalhes são possíveis. O controle de abertura da lente permite que entre mais ou menos luz pelo obturador, o que acaba interferindo na rapidez com que a foto é obtida ou com a quantidade de planos em foco.
Uma maior abertura da lente restringe os objetos focalizados, criando fundo com um desfoque bonito, que pode ser interessante em certas composições fotográficas. Já uma abertura menor permite a maior focalização de planos facilitando a nitidez em fotografias obtidas em situações em que temos pouco tempo para criar uma boa composição ou pensar mais sobre a foto que queremos.

Não podemos esquecer que atualmente podemos utilizar a possibilidade da edição de imagens em softwares como o Photoshop.
É muito comum que em fotos obtidas com pressa algum elemento indesejável apareça na imagem. Manchas, paredes e mesmo pessoas podem surgir em cantos da imagem ou em regiões que não eram o de nosso interesse na fotografia. Um software de edição de imagens permite que cortemos áreas sem muita importância ou elementos que não fazem sentido para a imagem. Resoluções acima de 16Mpx já permitem que, mesmo após o recorte ou retoque, consigamos imagens de boa qualidade.

Podemos também, através de um programa destes, aumentar a nitidez da imagem e controlar a saturação da imagem criando assim uma fotografia de alta qualidade sobre um original que tinha tudo para dar errado, do ponto de vista da fotografia clássica.

Acompanhe a seguir um exemplo dessa possibilidade.

Ficha técnica:

Camera Samsung NX1000, lente 30mm f/2 (em 35mm eqv. 46mm);

Exposição 1/1250seg; f/2.0; ISO 200; prioridade de abertura; medida padrão

Foto obtida de dentro de um automóvel
Foto obtida de dentro de um automóvel

Essa é a foto original. Reparem em como na parte de baixo podemos ver a sombra do painel do carro e alguns sacos de lixo apoiados em uma árvore.

Fotografia cortada e com aumento de nitidez
Fotografia cortada e com aumento de nitidez

Aqui podemos ver a fotografia já recortada na qual foi aplicada um aumento de nitidez e diminuição das sombras.

Fotografia com aumento de luminosidade
Fotografia com aumento de luminosidade

Aqui a intensidade de luz e saturação de cores foi aumentada. Reparem em como os azuis acabam atrapalhando um  pouco a composição.

Fotografia sem tons azulados
Fotografia sem tons azulados

Aqui a fotografia apresenta seu aspecto artístico final. Os tons de azul foram eliminados apresentando um aspecto de preto e branco sobre alguns elementos da foto.

E o que aconteceria se aplicasse esse mesmo processo sobre todas as imagens obtidas em meu passeio de automóvel?

Clique aqui e veja como ficou a galeria completa do ensaio fotográfico já editado.